Rodas Shock
Rodas Confira nossos modelos Informações
Técnicas
 
PCD - furação

PCD é o diâmetro de um círculo imaginário que passa pelo centro de cada um dos furos de fixação da roda. Essas especificações são determinadas pelos fabricantes dos veículos, em função do projeto desenvolvido por sua engenharia. Dependendo da procedência do veículo, a medida do diâmetro de furação pode ser expressa em milímetros ou polegadas. Por exemplo:
Um PCD 5 furos x 4 3/4, corresponde a 5 furos de 120,65 mm.
As rodas SHOCK seguem rigorosamente as especificações de PCD dos veículos definidos pelas montadoras.

PCD
Aperto de parafusos e porcas

Prontas para serem colocadas no veículo, certificar-se de que: os anéis centralizadores estão de acordo com o cubo do veículo e estão presos às rodas; as panelas dos freios do veículo estão limpas, sem ferrugem (limpá-las com uma escova de aço e / ou solvente); colocar a roda e iniciar sua afixação, em etapas, seguindo o esquema ao lado, alternando o rosqueamento. Rosquear os parafusos ou porcas com a mão e com a chave de rodas encostá-los até o fim, sem apertá-los. Por fim, apertá-los, também conforme o esquema ao lado. Procedendo dessa maneira, a superfície de apoio da roda estará devidamente assentada na panela de freio do veículo. Rodas com seis furos a sequência é 1, 3, 5, 2, 4, 6.

Aperto
Offset

OFFSET é a diferença entre a metade da largura da roda e a superfície de apoio da roda no veículo. As rodas podem ter:
OFFSET POSITIVO (quando a diferença é maior do que zero ). A superfície de apoio é mais interna à roda. Na prática significa que quanto maior for o offset, mais para dentro ficará a roda.
OFFSET ZERO OFFSET NEGATIVO (quando a diferença é menor do que zero). A superfície de apoio da roda é mais externa. Significa que quanto menor for o offset, mais para fora ficará a roda.
As medições de OFFSET estão convencionadas em milímetros.

Offset
Parafuso correto

O parafuso correto é aquele de aço, de boa qualidade, cromados ou não, adequado ao alojamento especificado na roda (cônico ou esférico) e que na prática, assegure seis ou sete voltas do parafuso, no respectivo furo.
ATENÇÃO! Se a roda do estepe for de aço estampado, deixe (junto do estepe) os parafusos (originais mais curtos) necessários à afixação no veículo, de modo que, ao substituir a roda de liga leve pelo estepe de aço estampado, não prejudique a fixação do estepe, ou os componentes do freio do veículo.

Parafuso
Anel centralizador

A maioria dos veículos (automóveis de passeio) tem um encaixe de cubo, que assegura a centralização da roda. O diâmetro desse encaixe varia de fabricante para fabricante e, muitas vezes de modelo para modelo de veículo. Apesar dessa variação ser muito pequena, milímetro ou décimos de milímetro, ao se instalar uma roda, cujo cubo não encaixa perfeitamente, há grandes chances de não se conseguir um bom balanceamento do conjunto roda/ pneu.
Por exemplo: as furações de um Corsa (GM) e de um Gol (VW) são coincidentes (4 x 100mm) no entanto, os encaixes dos cubos são diferentes. O do Corsa tem 56,6mm e o do Gol, 57,1mm. Assim sendo, uma roda específica para o Corsa não serviria num Gol, no entanto, uma roda Gol poderia ser instalada num Corsa, mas o balanceamento do conjunto estaria prejudicado, por uma pequena folga de 0,5mm. Os ANÉIS CENTRALIZADORES permitem a utilização de um mesmo modelo de roda, em vários modelos e marcas de veículos, cujo PCD (nº de furos e diâmetro) sejam exatamente iguais.

Anel
Balanceamento

O balanceamento deve ser feito em equipamentos apropriados, regulados e por pessoa tecnicamente capacitada, de modo a garantir um bom serviço. O balanceamento consiste na adição de contrapeso(s) no(s) ponto(s) da roda, indicados pela máquina balanceadora, de modo a compensar diferenças de massa nos diversos pontos dos pneus e rodas. Diferenças de massa apontadas pelo equipamento, que exigiriam contrapeso de até 10 gramas são dispensáveis. Se o equipamento apontar a necessidade de contrapesos de mais de 60 gramas, o técnico deve verificar se não existem contrapesos (presos ou colados) de balanceamentos anteriores. Esvaziar o pneu e girá-lo 180º na roda é procedimento recomendável, pois pode ter havido alguma coincidência de pontos de concentração de massa dos pneus com os da roda. O balanceamento bem executado e suspensão bem alinhada, além de melhorar a dirigibilidade, equilibra o desgaste dos componentes mecânicos do veículo.

Balanceamento
Representantes Clique no mapa ao lado e escolha o estado
em que você se encontra.
Em caso de dúvidas entre em contato com a Shock
pelo email shock@shock.com.br
mapa RS SC PR SP MS RJ MG DF GO ES MT RO AC RR AP AM PA TO MA PI CE RN BA PB PE AL SE
                                                     
A empresa Sediada em Caxias do Sul - RS, A SHOCK produz rodas de liga leve para toda a linha de automóveis, atendendo todo o Território Nacional e também os principais países da América Latina. Nossos produtos tem como características principas, design diferenciado, moderno processo produtivo e qualidade. Todo processo produtivo é realizado por máquinas de comando numérico (CNC). Em laboratório próprio, é realizado análise da liga do Alumínio por espectômetro ótico, teste de impacto e teste de fadiga rotativa. Além disso, o processo de qualidade é certificado ISO 9001/2008 pela Det Norske Veritas.
(54) 3533.0200 Selo Contato: enviar www.intervene.com.br